quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Recolhendo crianças e jovens drogados...

Meu pai gostava de contar essa história...
O pai acompanhado de seu filho ainda criança, entrou no bar e o garson perguntou ao menino o que ele queria beber e a criança respondeu;
- O que meu pai beber eu bebo.
O garson perguntou ao pai e ele respondeu;
- Água mineral.

Creio que a maioria dessas crianças e jovens recolhidos para tratamento de drogas são filhos de alcoólicos.

Oração dos Alcoólicos Anônimos.



Os Doze Passos (para os Alcoólicos Anônimos) são:
1. Admitimos que éramos impotentes perante o álcool – que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.
2. Viemos a acreditar que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.
3. Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.
4. Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.
5. Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.
6. Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.
7. Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.
8. Fizemos uma relação de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.
9. Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.
10. Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.
11. Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.
12. Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a esses passos, procuramos transmitir essa mensagem aos alcoólicos e praticar esses princípios em todas as nossas atividades.

A troca de experiências mostrou o caminho a seguir, e dali surgiu o lema da entidade: “Evite o primeiro atrito”. Segundo Al-Anon, ao evitar o primeiro atrito os familiares fazem com que muitos problemas sejam evitados também, pois sempre que existe um confronto com um alcoólatra - embriagado ou não - as conseqüências podem ser drásticas.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Programa_de_12_passos

Penso que as autoridades deviam dar mais atenção às familias desses jovens porque a raíz desses males estão estreitamente ligados aos problemas "também" do alcoolismo nos lares desses jovens.

2 comentários:

  1. Mauricio Bassères18 de agosto de 2011 11:43

    Anésia, muito bom relembrar os princípios de AA e a Oração da Serenidade!

    Agora há todo um debate, a meu ver contraproducente, antepondo "RECOLHIMENTO" e "ACOLHIMENTO" negando o primeiro em prol do segundo. Como o ACOLHIMENTO não é, na prática, possível com viciados de drogas pesadas, a sociedade fica sem RECOLHER nem ACOLHER ninguém mantendo, nas ruas - e no vício - toda essa população.
    É o INFERNO derivado da ditadura míope do "POLITICAMENTE CORRETO"!

    Mauricio

    ResponderExcluir
  2. Maurício,
    Se é derivado da ditadura tenho minhas dúvidas, afinal a maioria dos que nos que nos governam "lutaram" contra ela.
    Eu só consigo pensar que "na história de nosso país nunca houve tão cínicos corruptos como os que temos, e isso sem contar a incompetência de administrar altas verbas, e todas "recolhidas" de nossos impostos.
    Bjs

    ResponderExcluir